Saiba tudo sobre a suspensão do Telegram no Brasil

Publicidade

Se você está acostumado a usar a internet para se comunicar, precisa saber tudo sobre a suspensão do Telegram no Brasil. Afinal, a plataforma está entre as preferidas dos usuários e a interrupção do funcionamento afeta muitas pessoas.

Por isso, para conferir tudo sobre a saiba tudo sobre a suspensão do Telegram no Brasil, veja esse artigo até o final. Saiba mais!

Afinal, saiba tudo sobre a suspensão do Telegram no Brasil

telegram suspensão
(Foto: Christian Wiediger/Unsplash)

Em primeiro lugar, é bom destacar que recentemente, o Telegram, um aplicativo de mensagens muito popular, foi suspenso no Brasil. A suspensão ocorreu após uma ordem judicial que foi emitida devido à falta de cooperação da empresa em fornecer informações relacionadas a uma investigação policial.

Dessa forma, neste artigo, vamos explorar em detalhes o que levou à suspensão, desde quando está suspensa e quando é esperado que volte ao normal.

Publicidade

Por que o Telegram foi suspenso?

Dessa forma, o Telegram teve ordem de suspensão emitida no final de abril, após não entregar à Polícia Federal dados sobre grupos extremistas no aplicativo.

Vale destacar que de acordo com o documento oficial da PF, esses grupos estariam realizando possível corrupção de menores de idade, induzindo-os a compartilhar e praticar atos antissemitas e racistas.

Por outro lado, também estariam incentivando que jovens realizassem ações terroristas, como os atentados que aconteceram em diversas escolas do Brasil neste ano.

Quem emitiu a ordem?

Assim, a ordem foi emitida pela Justiça Federal do Espírito Santo. Dessa forma, no dia 20 de abril, o app tinha entregado apenas parte do material solicitado. Acontece que no dia 25, a Justiça concedeu ao mensageiro o prazo de 24 horas para entregar os dados, mas novamente o Telegram não acatou à ordem judicial.

Publicidade

Vale destacar ainda que segundo a PF, as informações solicitadas seriam importantes para o desdobramento das investigações. No entanto, a PF não foi o único órgão que se manifestou pela suspensão do aplicativo no Brasil.

Isso porque, no dia 20 de abril, o ministro da Justiça, Flávio Dino, anunciou a abertura de um processo administrativo contra o Telegram. Tudo aconteceu depois que o app não especificou quais medidas teria para combater o avanço de grupos extremistas no mensageiro.

Nesse sentido, vale destacar que muitas pessoas usam o aplicativo para divulgar mensagens racistas, antissemitas e de cunho terrorista. Para piorar, o Telegram não é muito claro em suas diretrizes sobre as ações que toma para conter a disseminação desse tipo de conteúdo.

O que deve acontecer com a plataforma?

Nesse sentido, o Telegram ficou fora do ar partir do dia 26 de abril, após a decisão judicial, mas já está funcionamento normalmente. Porém, esse não é a primeira vez que o aplicativo sofreu banimento no país, e novamente o motivo disso é a falta de colaboração com investigações feitas pela Polícia Federal.

Publicidade

Nesse sentido, de acordo com o ministro Flávio Dino, o aplicativo “tradicionalmente é de difícil contato, é de difícil diálogo”. Por essa razão, o próximo passo, de acordo com o que eles divulgaram até o momento, será notificar as operadoras de telefonia móvel Vivo, Claro, Tim e Oi para suspenderem o acesso ao aplicativo.

Além disso, o Google e a Apple, responsáveis pelas lojas App Store (iPhone) e Play Store (Android), também vão receber uma notificação para tirar o Telegram do ar.

Veja também: Conheça gato de 18kg que foi adotado nos EUA

Dessa forma, agora que você sabe tudo sobre a suspensão do Telegram no Brasil, é só continuar acompanhando para descobrir o que mais as autoridades determinarão para o uso da tecnologia no país.

Continue navegando com a gente!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *